Cetrel
GDK
Julho
HOME / pt / Novidades / NOTÍCIAS / 2011 / Julho / Projeto Maré Global vence Prêmio FIEB Desempenho Ambiental
20 de Julho de 2011

Projeto Maré Global vence Prêmio FIEB Desempenho Ambiental

Projeto Maré Global vence Prêmio FIEB Desempenho Ambiental Projeto Maré Global vence Prêmio FIEB Desempenho Ambiental

Por Lucas Gaspari

Sensibilização, educação ambiental, monitoramento dos recifes de coral e apoio à criação de áreas marinhas protegidas: essas são as linhas prioritárias de ação do Projeto Maré Global, vencedor do 9º Prêmio FIEB Desempenho Ambiental. O projeto da GDK, que é executado pela Organização Socioambientalista PRÓ-MAR, venceu na categoria Projetos Cooperativos de Responsabilidade Socioambiental, e será premiado nesta quinta-feira (21/07), às 18h, no auditório da FIEB, em Salvador.

De acordo com informações da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), o Prêmio, que foi disputado por 10 organizações, teve por objetivos reconhecer, estimular e premiar empresas que se destacam na implementação de atividades que contribuem para a melhoria da qualidade ambiental.

O premiado projeto Maré Global surgiu em 2006, fruto de uma construção coletiva entre a empresa baiana GDK e a Organização Sócio-ambientalista Pró-Mar. Sua finalidade é conservar e monitorar os recifes de coral das ilhas de Itaparica e Boipeba, na Bahia. “Este prêmio veio para coroar o trabalho que temos executado com excelência em prol da sociedade e, principalmente, das pessoas que moram nestas localidades e tiram seu provento dos recursos marinhos”, declarou Zé Pescador, Presidente da Pró-Mar, que transfere a maior parte dos louros para a GDK. “Toda a energia partiu deles, na condição de realizadores. Fomos meros executores deste lindo projeto”, acrescentou.

Ainda de acordo com o líder da ONG, o Maré Global já contemplou diretamente mais de 27 mil pessoas, dentre as comunidades tradicionais e turistas, e pretende atingir novas áreas da Bahia de Todos os Santos. “As áreas de atuação do projeto são de extrema importância para a reprodução de diversas espécies marinhas, entretanto, este local vem sofrendo grandes impactos devido ao seu uso desordenado, em especial a sobrepesca e o turismo. E não vamos parar por aí”, explicou o ambientalista, que se orgulha de ter formado uma legião de multiplicadores da consciência ambiental.

Como resultado deste plano de ações, pode-se destacar: a recuperação e conservação da biodiversidade marinha na área recifal; o envolvimento comunitário nas políticas de proteção ambiental; e a criação de alternativas de renda para a comunidade local, em função da recuperação do estoque pesqueiro e o ecoturismo.

Newsletter

AV. Vital Soares, 13, Ilhota, Vera Cruz, Cep: 44470 000, tel/fax: +55 71 3633.4259